NOVIDADES

Lançamento do CD Reencontro
23.9.2016

O compositor e instrumentista Silvério Pontes traz para o Teatro Municipal de Niterói, na quinta, 06 de outubro de 2016, às 19h, o lançamento do seu primeiro CD autoral, intitulado "Reencontro". Com uma carreira que já dura mais de 40 anos, Silvério decidiu investir nesse projeto pois não conseguia mais conter a quantidade de melodias que vinham em sua mente. Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) e a classificação é livre. 

Com diversos convidados especiais, o CD representa um verdadeiro reencontro entre Silvério e seu passado, formando uma colcha de retalhos musical que levará os ouvintes a um passeio pelos melhores estilos da música brasileira e mundial. Para a apresentação, o artista é acompanhado por Flávio Santos (bateria), Adalberto Miranda (baixo), Charlles da Costa (violão), Marcos Nimrichter (sanfona e piano) e Fabiano Segalote (trombone e direção musical). 
 

 

Mas além da banda que o acompanha, Silvério receberá muitos convidados para essa festa musical. São eles, Daniela Spilemann (sax), Marcelo Caldi (sanfona), Dudu Oliveira (flauta), Zé da Velha (trombone), Evérson Moraes (trombone), Sérgio de Jesus (trombone), Thiago Osório (trombone e tuba), Bebê Kramer (sanfona), Alessandro Cardozo (cavaquinho), Leandro Saramago (violão 7) e Felipe Tauil (percussão). 


Seguindo os passos do pai, Silvério Pontes se apaixonou pelo trompete logo na infância. Natural de Laje do Muriaé, interior do Estado do Rio, e nascido em 1970, o músico pegou no instrumento pela primeira vez aos oito anos, para integrar a Lira da Esperança, banda de da sua cidade. Aos 17, mudou-se para Niterói, onde se apresentou em diversos bares e eventos. 

Como compositor e instrumentista, ao longo dos anos, teve a chance de tocar ao lado de grandes nomes, como Luiz Melodia, Tim Maia, Ed Motta, Cidade Negra e Elza Soares. Entretanto, foi junto com José Alberto Rodrigues Matos - o Zé da Velha, um dos mais conceituados trombonistas do choro, que Silvério fez sua carreira. A dupla se conheceu na década de 80, mas firmou parceria apenas nos anos 90, após lançamento do primeiro disco juntos, o "Só Gafieira", pela gravadora Kuarup, lançado em 1995. Daí em diante, o duo tocou em vários lugares do Brasil e lançou diversos outros trabalhos.